Metal Reunion Zine

Blog que reúne notícias referentes a bandas, artistas, eventos, produções, publicações virtuais e impressas, protestos, filmes/documentários e quadrinhos independentes/underground ligados de alguma forma a vertentes da cultura Rock'n'Roll e Heavy Metal do Brasil e também de alguns países que possuem parceiros de distribuição do selo Music Reunion Prod's and Distro e sua divisão Metal Reunion Records.

domingo, 23 de abril de 2017

Abigail em Salvador / BA - Data:22/07/2017

Fonte
Pesquisa Music Reunion

II ROCK BOLLSEIRA - DATA:13/05/2017 - MOGI GUAÇU - SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

POWER THRASHING DEATH - ENTREVISTA COM DECA CAST ( ORGANIZADORA DO GUARU METAL FEST - DOMINGO 23/04/2017 AS 15H - DARKRADIO



Saudações Headbangers, não percam nesse Domingo, 23/04 as 15hs, a nova edição do programa mais underground desse planeta!



Confira nessa edição de n°100: A segunda parte da entrevista com Deca Cast (Organizadora do Guaru Metal Fest), anunciando todas as bandas dessa 6 edição, comentando sobre a saída do Mork Visdom e informando como participar do Guaru e tds as informações (Local, Valor dos ingressos e muito mais)

Tem também o SORTEIO dos ingressos para ver o NOCTURNAL nessa próxima Quinta 27/04 no Hangar 110 (SP) e 02 Vips para o METAL ETERNO II, Sábado 29/04 na Fofinho Rock Bar (SP)

E mais: Malefactor, Sextrash, Krisiun,Creptum, Spiritual Hate, Jailor, Imperador Belial, Imperious Malevolence, Beherit, Carcass, Nunslaughter, Dissection, Nocturnal, Immortal e muito mais...


Baixe nossos aplicativos: 


Fonte
Pesquisa Music Reunion

HOLOCAUSTO NO RJ!

Fonte
Pesquisa Music Reunion

HOLOCAUSTO: BANDA APRESENTA NOVO EP "WAR METAL MASSACRE" APÓS 30 ANOS DO CAMPO DE EXTERMÍNIO.


CONFIRA!
LINK
https://www.youtube.com/watch?v=1gvB48krHq8


Fonte
Pesquisa Music Reunion


sábado, 22 de abril de 2017

ANVIL (Canada) é a ultima banda confirmada no cast do Guaru Metal Fest 2017 - Heavy Day - 23/09/2017 - Guarulhos / SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

O NO CLASS FESTIVAL IRÁ ACONTECER! E COM INGRESSOS MAIS BARATOS! DATA:30/04/2017 - CATETE / RJ

MENSAGEM DA PRODUÇÃO PUBLICADA NA PÁGINA DO EVENTO

O NO CLASS FESTIVAL IRÁ ACONTECER!
Vamos nos unir e mostrar a força do metal nacional!
Mesmo sem a presença do Angelcorpse, o evento acontecerá tendo o grande REBAELLIUN (RS), banda histórica do Death Metal nacional, como headliner. LACERATED AND CARBONIZED, CAUTERIZATION (SP), FORCEPS, D.I.E. (SP) e VORGOK permanecem no cast prontos para destruir.
O line-up sofreu mais duas alterações: a banda FUNERATUS, forte nome do Death Metal paulista, substitui o WOSLOM, que teve que adiar sua vinda ao Rio por motivos de força maior. Além disso, 7PELES, nova atração do Black Metal carioca, abrirá o festival em grande estilo.
Mesmo diante das dificuldades, a No Class e a Cronos se esforçaram para manter a chama do metal acesa e forte, oferecendo o melhor aos bangers cariocas. Convocamos todos a comparecer e mostrar que nossa cena está viva!
MUDANÇA NOS INGRESSOS
Com a nova configuração do evento, os ingressos passam a custar R$ 50 na porta do evento.
Fique atento!
- Os ingressos antecipados já adquiridos (tanto online quanto nos pontos de venda) no valor de R$ 100 darão direito à entrada de DUAS pessoas. É a oportunidade perfeita para curtir esse grande fest junto a um amigo!
- Quem já adquiriu o ingresso antecipado a R$ 100 e não desejar levar um acompanhante receberá a diferença de R$ 50 na bilheteria do evento.
- Os que desejarem a devolução do valor pago no ingresso antecipado deverão se dirigir ao ponto da compra ou, caso a compra tenha sido online, solicitá-la seguindo o procedimento do site Clube do Ingresso.

Fonte
Pesquisa Music Reunion


BLACKNING apresenta novo integrante e agora é quarteto


A banda de Thrash Metal BLACKNING conta a partir de agora com um reforço nas guitarras e de trio passa a quarteto com a chegada de Jorge Fernando Silveira para dividir o comando das seis cordas com o vocalista Cleber Orsioli que em três anos de vida da banda foi também responsável único pelo instrumento.

Jorge Fernando, o Zozi, é também guitarrista da banda Chaos Inc. e tem dedicado tempo a seu canal no Youtube voltado a estudantes e músicos com resenhas sobre equipamentos, dicas e discussões.

"É uma honra assumir esse posto na BLACKNING e fazer parte dessa mudança histórica na estrutura da banda. Já tenho uma sintonia com o estilo e o som que fazem e acredito que vamos criar boas coisas juntos", conta Zozi.

A espinha dorsal do conjunto continua sustentada pelo baixista Francisco Stanich e o baterista Elvis Santos. Os músicos prosseguem com a divulgação do álbum Alienation (2016) e projetam novidades para a nova formação.

BLACKNING, apesar de novata, tem em seu currículo dois álbuns de estúdio lançados no Brasil e Europa e duas bem sucedidas turnês nacionais. Com seu primeiro trabalho, Order of Chaos, a banda conquistou a 34ª posição na eleição de Melhores Lançamentos de 2014 que englobou mais de uma centena de bandas de Rock e Metal de toda a América Latina, premiação organizada pelo site Headbangers Latin America, tendo como jurados críticos musicais. 

No ano passado, o feito se repetiu na mesma premiação, dessa vez com o trabalho Alienation. Ainda em 2016 foi indicada por Melhor Álbum Nacional de Heavy Metal no Prêmio Dynamite de Música Independente, o maior do gênero do Brasil.

Em fevereiro de 2017 foi escolhida como banda de abertura para o show dos lendários Sacred Reich em sua primeira passagem pelo Brasil e Exciter, uma das bandas mais tradicionais do Heavy Metal mundial em apresentação em São Paulo. Já dividiu o palco também com nomes como Onslaught, Krisiun e Rebaelliun.

Links Relacionados
Homepage: blackning.com

Fonte
http://www.sepulchralvoicefanzine.com/2017/04/blackning-apresenta-novo-integrante-e.html

BREAKOUT assina com a Kill Again Records e revela detalhes do seu debut


A banda paulista de Heavy Metal BREAKOUT assinou um contrato com a gravadora Kill Again Records para o lançamento do seu debut album, intitulado ‘Burning Lights’.

A BREAKOUT foi formada em 2010 na cidade de Mauá/SP seguindo a velha escola do Heavy Metal.  A banda se estabilizou com Maíra Oliveira (Vocais), Fabs (Guitarra), Carlos Butler (Baixo) e Lucas Borges (Bateria). E com essa formação gravou ‘Burning Lights’.

Confira a capa de ‘Burning Lights’ e ouça as faixas ”Eyes of Evil” e “Don’t Call it Luck”:




A previsão de lançamento de ‘Burning Lights’ é para o mês de julho de 2017.

Contatos:
fb.com/BreakoutMetal 
www.killagainrec.com

Fonte
http://www.sepulchralvoicefanzine.com/2017/04/breakout-assina-com-kill-again-records.html





Gestos Grosseiros confirmada no cast do Guaru Metal Fest 2017 - Extreme Day - 09/09/2017 - Guarulhos / SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

Warsickness confirmada no cast do Guaru Metal Fest 2017 - Heavy Day - 23/09/2017 - Guarulhos / SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

TYSONDOG (INGLATERRA) confirmada no cast do Guaru Metal Fest 2017 - Heavy Day - 23/09/2017 - Guarulhos / SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

SEPULCRO: ÁLBUM "THE UNDERWORLD SYNPHONY ORCHESTRA" CELEBRA 27 ANOS DA BANDA E SERÁ LANÇADO ATRAVÉS DE ALIANÇA DE 9 SELOS DO UNDERGROUND.

Fonte
Pesquisa Music Reunion

Nunslaughter (EUA) é a última banda confirmada no cast do Guaru Metal Fest 2017 - Extreme Day - 09/09/2017 - Guarulhos / SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

FRANCA METAL FEST 2017

No dia 12 de Agosto de 2017 em Franca/SP
Local: Espaço Lagoa: AV. Manoel Jacinto Neto,7900
A Partir das 14 HS com as Bandas
VÍRUS, ANCESTRAL MALEDICTION, CORPSE GRINDER, HÉIA,
OPUS TENEBRAE, VIOLÊNCIA MORAL, DOWN FRONTIER, VALHALLA, FUNERATUS, NECROHUNTER,
CADAVERIZER & MASTURBATOR
Fonte
http://www.sepulchralvoicefanzine.com/2017/04/franca-metal-fest-2017.html

HELP disponibiliza o official track de "Silencio"


A banda de Black Metal Depressivo HELP disponibilizou no Youtube, o official track de "Silencio" uma das faixas do debut álbum da banda intitulado "Once Upon a Time A Thing Called Depression".

As imagens do vídeo clipe de "Silencio" são extraidas da internet, e mostram suicídios na ponte Golden Gate Bridge no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, que liga a cidade de São Francisco a Sausalito, na região metropolitana de São Francisco.

Alem de ser o cartão postal mais famoso de São Francisco, também é a ponte mais usada para suicídios do Estados Unidos e do mundo. Até o momento a ponte registra 48 mortes. Segundo a Fundação Bridge Rail, que contabiliza mortes nos 1.280 metros de extensão da ponte, disse que o alto número de suicídios demonstra a necessidade de uma rede de proteção que dificulte os saltos no vazio.

O pavimento da ponte está a 67 metros acima da superfície marinha, na entrada da baía de São Francisco. A Golden Gate é um dos locais públicos mais usados para suicídios no mundo, e quase todas as tentativas resultam em morte.

A HELP de Marília no interior do estado de São Paulo iniciou suas atividades no final de 2015, por Patrick (Baterista), Rony (Guitarrista) e João (Guitarrista) generalizando temas como suicídio, depressão e outros ao torno do Black Metal. A banda tenta seguir a brutalidade e ao mesmo tempo uma melancolia em suas músicas, tendo influências de Lifelover, Austere e Agalloch entre outras.

A banda atualmente fará uma turnê na Argentina entre os dias 19 de Agosto à 20 de Setembro de 2017. Em paralelo a turnê o debut álbum da banda intitulado "Once Upon a Time A Thing Called Depression", será lançado em algum momento de 2017. Mais novidades serão reveladas em breve.

Contatos
Patrickluan12@live.com
bestialwar35@gmail.com

Confira o official track de "Silencio"





Fonte
http://www.sepulchralvoicefanzine.com/2017/04/help-disponibiliza-o-official-track-de.html

7 princípios que devem ser praticados

Fonte
Pesquisa Music Reunion

ANGELCORPSE: Cancelados os shows que a banda faria no Brasil



A produtora brasileira Cronos Entertainment, postou em sua pagina oficial no Facebook, o cancelamento da turnê no Brasil da banda de Death norte-americana ANGELCORPSE. Confira o comunicado na íntegra abaixo:



Fonte
http://www.sepulchralvoicefanzine.com/2017/04/angelcorpse-cancelados-os-shows-que.html

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Metaltex, Em Ruinas e Dominus Praelii confirmadas no cast do Guaru Metal Fest 2017 - Heavy Day - 23/09/2017 - Guarulhos / SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

NervoChaos: anunciada turnê asiática com o Krisiun!


Depois de conquistarem a América Latina, dois dos principais nomes do Metal nacional voltam a se encontrar, desta vez do outro lado do mundo. NERVOCHAOS e KRISIUN anunciam mais uma turnê conjunta.


As bandas excursionarão pela Ásia entre os dias 6 e 16 de maio e passarão por Singapura, Indonésia, Bangladesh, Mongólia, China, Japão e Coréia do Sul! Uma das turnês mais completas que bandas brasileiras fazem pelo continente asiático.

O NERVOCHAOS irá focar sua turnê na divulgação de seu recém-lançado álbum, sétimo da carreira, ‘Nyctophilia’.

Gravado na Itália, na cidade de Como, o grupo passou cerca de um mês no estúdio Alpha Omega junto com o produtor Alex Azzali, responsável também pela mixagem e masterização. A capa e o trabalho gráfico do disco ficou nas mãos do artista brasileiro Alcides Burn.

‘Nyctophilia’ ainda conta com convidados especiais: o alemão Sebastian L. da banda Into Darkness e o brasileiro Leandro P. da banda R.N.S. Já a faixa ‘Vampiric Cannibal Goddess’ apresenta riffs compostos pelo guitarrista norueguês Bolverk do Ragnarok.

Do disco foram tirados alguns vídeos, assista:

Videoclipe em 360° para a música ‘Ritualistic’:










Videoclipe para a música ‘Ad Maiorem Satanae Gloriam’:










Lyric video para a música ‘Moloch Rise’:










Uma turnê pelo Brasil também está sendo preparada. Mais novidades em breve!


Sites Relacionados:













Fonte: Metal Media

Elizabethan Walpurga: assista a vídeos do show de lançamento



O ELIZABETHAN WALPURGA lançou seu novo álbum oficialmente no início do mês em um show em Recife, sua cidade natal e agora liberam alguns vídeos da apresentação.


Os vídeos, gravados de forma não oficial, foram feitos por Victor Lira. Assista:











‘Walpurgisnacht’, nome do álbum da banda, foi lançado nas plataformas digitais pela Voice Music e de forma física pela Shinigami Records. O material está à venda com a banda por e-mail e Facebook e diretamente com a Shinigami pelo link: https://goo.gl/DNrUag


. O álbum foi gravado, mixado e masterizado por Nenel Lucena no estúdio Mr. Prog Studio, com arte da capa pela Deafbird Design Lab. Ele apresenta 9 faixas, confira o tracklist:


1. Exordium
2. Vampyre
3. Clamitat Vox Sanguinis
4. Infernorium
5. The Serpent´s Eyes and the Horns of Crown
6. The Elizabethan Dark Moon
7. The Canine Enchantment by the Phlebotomy (In the Julgular Streams)
8. Transylvanian Cry
9. Walpurgisnacht

Confira uma prévia do álbum:







Sites relacionados:









Fonte: Metal Media

Creptum, Spiritual Hate e Jailor também confirmadas no cast do Guaru Metal Fest 2017 - Extreme Day - 09/09/2017 - Guarulhos / SP

Fonte
Pesquisa Music Reunion

Atrorium: "Preferimos seguir com a música, que é o que importa." - Entrevista

Metal Reunion - Pedro Hewitt: Saudações melódicas a todos da Atrorium. Como estão? Com orgulho deixo logo aberto os créditos iniciais a vocês. 
Cássio: Estamos todos ótimos e cheios de planos pra esse ano. Com certeza vocês verão muitas novidades da Atrorium esse ano!  

Metal Reunion - Pedro: De início, de onde surgiu a Atrorium? E porquê tamanha valorização pelo nome? 

Camila:  Eu sempre tive muito respeito e apreciação pela natureza, e sempre tentei trazer em tudo o que fazia um alerta para as pessoas também atentarem pra importância e magnitude dela na nossa vida. Aos 19 anos passei pro curso de Biologia, e lá tive um contato mais profundo a respeito desse assunto. E bem nessa época surgiu a banda, e precisávamos escolher um nome que trouxesse um peso de significado que fosse equivalente as nossas ideias de letras e som. Então foi em uma busca por nomes científicos de arvores brasileiras que eu encontrei a base que precisava, "Astronium" que virou Atrorium. 
A arvore é uma de médio a grande porte, capaz de suportar os extremos climas, úmido ou seco, e possui flores de cores diferenciadas. Atribuí isso a um significado mais ideológico de que a Atrorium é uma árvore monstro guerreira, capaz de suportar quase tudo e disposta a lutar pelos ideais de um mundo melhor. tanto que a capa do nosso primeiro EP é a mesma em formação com um exercito de arvores, que significa o inicio de sua jornada.    

Metal Reunion - Pedro: Posso estar enganado, mas já ouvi boatos que existiu uma outra banda com o mesmo nome por aqui, mas o que realmente é a Atrorium de Melodic Metal? O que ela representa pra vocês e aos seus ouvidos?   

Cássio: Nós desconhecemos uma banda com o mesmo nome! Como a Camila deve ter comentado, o nome foi uma adaptação do nome científico de uma árvore brasileira. Dificilmente pode ter existido banda com esse nome. Se existiu, não encontramos registro algum, pois já vasculhamos a internet com esse nome e só vimos matérias a nosso respeito

 Metal Reunion - Pedro: Já pensaram na possibilidade da Atrorium se tornar um Melodic Death Metal (Devido os vocais mais pesados de Cassio e os instrumentos as vezes mais 'extremos')? Nunca se sabe o dia de amanhã com aquele BAM! de surpresa. 
Cássio: Isso seria uma baita reviravolta, não?! Todos nós temos gostos muito variados, dentro e fora dos subgêneros do metal. O objetivo do gutural, riffs e grooves que podem lembrar Death e Thrash são feitos para criar mais climas e dinâmicas nas músicas, tentar criar algo que nos defina no meio de tanta banda do que chama de Symphonic. Acho difícil sermos uma banda de Death principalmente pelo motivo de que não me dou bem em ter que ficar no centro do palco e depois que nossa música é pensada pra voz da Camila. Precisamos de algo que seja delicado e agressivo em determinados momentos!  
Metal Reunion - Pedro: Camila, poucas vezes me deparei com vocais femininos aqui em Teresina. Creio que dê pra contar nos dedos, e que 99,9% das presenças eram de banda cover. Você demonstra clareza e sutileza facilmente em seu vocal, criando uma área e uma 'cozinha' extremamente apropriada para aquilo que tocam. De onde surgiu tanto talento? Conte-nos mais da sua evolução, e quais conselhos daria para as garotas que querem ter banda, seja ela de Melodic ou algo mais extremo. 
Camila: Obrigada! Primeiramente é mais do que minha obrigação agradecer, o canto é um instrumento bastante peculiar e apesar de não ser considerado é um instrumento que precisa sim de muito estudo e dedicação.  Eu sempre gostei de cantar, mas apenas aos 15 anos tive oportunidade de fazer aula de canto, na escola de música de Teresina, onde tive ajuda de professores maravilhosos como o Edivan Alves e Gislene Danielle. Eles me passaram o conhecimento teórico de técnicas vocais necessárias pra que eu atingisse alguma maturidade pra conseguir cantar na Atrorium e me unir mais com a sonoridade da banda. Desde então nunca parei de estudar, e é preciso uma dedicação diária de exercícios e estudo vocal pra manter a saúde e conseguir cumprir com shows e ensaios.  O conselho que dou a todas as meninas que querem ter uma banda nesse meio: Não desistam, nem de estudar canto, nem de insistir por um lugar em meio a um cena que ainda não se acostumou que mulher também tem seu espaço no meio musical do metal. As dificuldades e críticas sempre vão existir, o que vai determinar seu sucesso na sua meta é a sua insistência e perseverança.
Metal Reunion - Pedro: Alguns frutos foram colhidos devido a quantidade de shows, não foi a toa que mostraram o som de vocês 'cara a tapa', lançando até o EP "Building New Days". Na humilde opinião de vocês, como percebem a inserção de mais um disco de Metal no cenário nacional? Como se deu o processo de criação e produção? Aliás, como vocês olham o mercado musical para as bandas que estão crescendo aos poucos? 
   
Cássio: O primeiro material de uma banda geralmente é algo experimental. Tentamos gerar algum impacto nas pessoas que já conhecem a banda e que vão conhecer com o nosso primeiro material. Estamos bem longe do Mainstream pra afirmar que o nosso EP faça algum tipo de diferença na realidade do metal nacional, mas para nós a diferença estar em ser uma banda com versatilidade musical. Nós pensamos na música e simplesmente a fazemos, sem ter o “preconceito” de que está leve demais ou pesado demais pra ser da Atrorium. Isso acaba nos deixando indefinido quanto ao estilo de fato, mas nos dá com certeza uma gama de possibilidades nas composições! Sobre o processo de criação e produção, podemos dizer que foi algo totalmente livre e independente. Todas as músicas já estavam sendo executadas em shows antes e durante a gravação do EP, só acrescentamos alguns detalhes na gravação, uma guitarra aqui e um outro groove de bateria ali, além de vários vocais e orquestra. Isso foi feito em conjunto com o Marcos, que gravou, mixou e masterizou o EP. A capa do EP foi feita pelo Kaio Bakargy, um amigo do Mato Grosso do Sul que faz impecáveis artes para banda de metal, precisam conhecer o trabalho dele! O mercado é a parte mais problemática quando se tem uma banda. Ter que nos preocupar com business e fazer música na maioria das vezes é cansativo, mas temos grandes expectativas para a Atrorium, cada vez mais pessoas têm apreciado nosso trabalho, o que é algo gratificante. Por meio de amigos de amigos e das redes sociais temos feito muitos fãs! A questão sempre é levar a nossa música pra fora. Isso fará toda a diferença!      .

Metal Reunion - Pedro: Para vocês, o que a Atrorium pode representar no cenário geral nacional? Vocês diriam que são do underground, ou descartam esse palavra, e preferem seguir em frente conforme a música? 

Cássio: Com toda certeza não queremos desrespeitar tribo alguma, então preferimos seguir com a música, que é o que importa. As vezes é muito leve, e outras muito pesada e com uma boa pitada de ódio. São coisas do momento. Se nos chamarem pra um show Underground(o que já houve), tocaremos com toda certeza, assim como em qualquer festival de Rock/Metal do Mainstream!

Metal Reunion - Pedro: Ainda sobre o EP, muitas bandas ficam com medo de fazer uma som igual ao de vocês, gravar um material ou executar um som que 'espante' o público por não serem acostumados (Logo aqui em THE o que predomina é o Death Metal). Acompanho vocês já se tem um certo tempo, mas confesso que não sei se vocês arriscaram ou fizeram um estudo bem amplo para produzirem "Building New Days", logo houve algumas gravações extras para chegar até onde chegaram. Normalmente faço a mesma pergunta com outras bandas, e com vocês não pode sair em branco. Qual importância do português, mesmo sem a criação de uma faixa nesta linguagem, hoje em dia no underground? 

Camila: Acredito que possui toda a importância, a começar pelo fato de que a música tem como obrigação, além da mensagem sonora transmitir também uma mensagem ideológica. E é preciso do estudo e conhecimento da língua para conseguir comunicar uma mensagem através das letras com clareza.
   
Metal Reunion - Pedro: O que vocês têm a dizer sobre o cenário ao redor de cada um? E no Brasil? Quais os tipos de bandas na atualidade que merecem ser entendidas como Undergrounds e 'médias', e aquelas que, na opinião sensata de vocês, claro, não merecem ser? 

Camila:  Eu acho que nenhuma banda "não merece ser". Talvez algumas precisem de um maior amadurecimento musical antes de ir ao publico. Acredito também que as pessoas com o passar do tempo estão adquirindo um amadurecimento nessa questão de aceitação das bandas, o que nos trás espaço para todos os estilos e bandas. 

Cássio: o cenário muitas vezes parece distorcido. Muita banda boa, mas sem visibilidade alguma. Se não fosse pelo YouTube e Facebook certamente não conheceríamos metade das bandas que conhecemos fora do Brasil e por aqui também. Acho que uma banda Underground é primeiramente aquela que arca com todas as despesas da empreietada que é ter uma banda. São bandas que dão cara a tapa na produção de discos e no planejamento de eventos que divulguem sua banda e dos seus amigos, não dependem da boa vontade de proprietários para poder mostrar seu trabalho.

Metal Reunion - Pedro: O que vocês acham dessa galera que faz sucesso muito rápido hoje em dia, isto é, sobre o mercado musical? E desses movimentos em prol ao rock atuais, como coletivos, etc…? 

Cassio: tenho certeza que o music business sempre mudou, houve evolução e algumas caídas. O fato é que sempre houve esse tipo de “artista”, não sei muito ao certo, mas isso tem a ver com a nossa cultura. Em poucas palavras: quanto mais simples e “escancarada” for a música, mais as pessoas tendem a consumi-las, pois não se tem o costume de interpretar de fato a música. Isso acontece não só aqui no Brasil, como muitos pensam. A música Pop existe pra mostrar isso, não é mesmo? O metal também é assim, existe todo tipo de banda. 
Sobre movimentos, sempre são bem vindos desde que sejam bem organizados e possuam um ideal de respeito. Além do que na situação que as bandas se encontram na nossa cidade por exemplo, em que os lugares para tocar AUTORAL são praticamente inexistentes, movimentos que promovam eventos com bandas locais já ajudam bastante no crescimento cultural da cidade.  

Metal Reunion - Pedro: Principalmente ao Cássio: Qual a diferença entre ser um músico ''profissional'' que toca metal, e ser um headbanger que toca metal? 
Cássio:  eu imagino que o conceito que as pessoas têm sobre Headbanger é um cara que exala e vive metal, todos os dias, desde o trabalho, em casa e (principalmente) na roupa, já que muito de hoje é imagem. Se esse for o conceito, estou bem longe de ser Headbanger! O músico profissional pode amar o metal, mas é preparado pra tocar MPB, Jazz ou erudito, e ele vive disso tudo, de todos os estilos que a música proporciona, levando influências dessas músicas pro Metal, o que eu acho fascinante. Com certeza o headbanger pode trazer influências vindas de outros estilos, mas acredito que o músico profissional faça isso com mais propriedade. Não desmerencendo quem se classifica como headbanger, mas permanecer num mesmo ciclo de influências não faz bem à ninguém.    
Metal Reunion - Pedro: Considerações finais? O campo cessa todos os efeitos negativos em grande vitoria de tão bela que ficou essa entrevista. Agradeço de coração o tempo destinado para responder essas perguntas. Nos vemos por ai; Abraço forte para cada um. 

Camila: Obrigada Pedro pela entrevista, e a todos que acompanham nossa banda, nosso material e nossa evolução! E nem se preocupem, não pretendemos desistir tão cedo (risos). Lançaremos em breve nosso  Primeiro álbum, com bastante conceitos pra vocês quebrarem a cabeça pensando (risos). Obrigada!

Contato, shows, merchandise:

NOCTEM: NEW EUROPEAN TOUR W/ BATUSHKA.

We are extremely pleased to announce Noctem will be joining polish black metallers Batushka in their upcoming European tour in May 2017. The spaniards will be presenting their latest opus "Haeresis" and a new track that will be released next month. Organizer: Massive Music.
The "European Pilgrimage Part II" starts in May!
Shows:
16.05.2017 BEL Antwerpen
17.05.2017 UK Manchester
18.05.2017 IRE Dublin
19.05.2017 IRE Belfast
20.05.2017 UK Glasgow
21.05.2017 UK Birmingham
22.05.2017 UK London
23.05.2017 GER Oberhausen
24.05.2017 GER Erfurt
26.05.2017 HOL Rotterdam
27.05.2017 HOL Nijmegen
28.05.2017 HOL Utrecht
Fonte
noctemband@gmail.com